Lattine Group

Blog

Entenda o Microsoft Azure de forma simples e rápida

AzureTecnologia

Entenda o Microsoft Azure de forma simples e rápida

Os avanços tecnológicos impactaram forte e positivamente a forma com a qual trabalhamos nos dias de hoje. Atualmente, nossos projetos podem ser armazenados, compartilhados e desenvolvidos por diferentes pessoas ao mesmo tempo devido ao que chamamos de nuvem.

Esta se trata de uma rede global e virtual de servidores, que são responsáveis por armazenar e gerenciar dados, executar aplicativos ou oferecer serviços. Para acessá-la, basta estar conectado à Internet.

A Microsoft, sabendo dos benefícios proporcionados pelo uso da nuvem, desenvolveu o Microsoft Azure. Ele visa facilitar e otimizar as operações de empresas de todos os tipos e portes, o que, consequentemente, melhora seu desempenho no mercado.

As respostas para as próximas quatro perguntas fará você entender o Microsoft Azure melhor. Confira a seguir!

O que é o Microsoft Azure?

O Microsoft Azure concentra a plataforma de nuvem da Microsoft, contemplando sua infraestrutura de cloud computing e ferramentas e recursos que podem ser adotados pelas organizações. Ele é, portanto, um serviço de estratégia de nuvem, que dá acesso a diversos datacenters espalhados pelo mundo com a sua assinatura.

Para que ele serve?

O Azure oferece a infraestrutura computacional para realizar as operações empresariais, como computação, armazenamento e gestão financeira, além de disponibilizar ferramentas que permitem o aumento da produtividade para desenvolvê-las. Resumindo, ele pode ser tido como um suporte moderno de um negócio.

Por isso, sua estrutura ajuda tanto no elaboração de aplicativos e soluções tecnológicas, quanto na a coleta e o gerenciamento de dados que geram insights. Ela permite, também, centralizar a gestão de pessoal, usar ferramentas de controle de acesso e colaborar em grupo, aumentando a produtividade da equipe.

Como funciona o Azure?

Os serviços do Azure podem ser moldados à necessidade e ao orçamento de sua empresa. Entre as vantagens dessa flexibilidade estão:

1) Você receberá por aquilo que paga e não menos;

2) Quando a demanda se torna maior, é possível aumentar a capacidade do plano; e quando ela for menor, reduzi-la e, portanto, economizar.

Considerando isso, a Microsoft oferece dois modelos distintos, o IaaS e PaaS.

O Iaas (ou Infraestrutura como serviço) tem o intuito de minimizar gastos e simplificar a compra e gerenciamento de servidores físicos e outras infraestruturas do datacenter. Para isso, a empresa recebe as ferramentas de gestão e produtividade e os recursos necessários para usá-las diariamente, que serão executados dentro da nuvem. Isso, consequentemente, traz mobilidade e economia para o assinante.

É comum que o Iaas seja adotado para:

– Teste e desenvolvimento;

– Hospedagem de sites;

– Armazenamento, backup e recuperação;

– Aplicativos Web;

– Computação de alto desempenho;

– Análise de Big Data.

Já o PaaS (Plataforma como serviço), usa como servidores principais aqueles que estão fisicamente dentro da empresa ou que foram alugados exclusivamentes para ela. No entanto, o sistema é virtualizado e tanto ele, como os programas oferecidos pelo plano, são rodados na nuvem, geralmente híbrida, já que a plataforma digital e física atuam em conjunto.

Neste, também há o aumento da produtividade e a simplificação da gestão do trabalho, o que reduz custos e otimiza a coleta de dados. As organizações geralmente usam o PaaS para:

– Estrutura de desenvolvimento;

– Análise ou BI;

– Serviços adicionais (envolvendo o aprimoramento de aplicativos).

Como adquiri-lo?

É nesta etapa que a Lattine Group entra em ação. Nós lhe ajudamos a identificar o que sua empresa precisa, iniciamos a implementação e lhe oferecemos suporte especializado. Solicite um orçamento aqui ou entre em contato conosco para tirar outras dúvidas – estamos à disposição!

Autor(es):

Lattine

Lattine Group

Lattine Group

© 2018 - Copyright

Follow Up Comunicação